O Portal
da Vida em Família
25/11/2020

“Papo de Mãe imortal”, afirma Luizinho, pai e avô

Por Luiz de Oliveira, 

Olá, meu nome é Luiz de Oliveira e carinhosamente os meus colegas me rotularam como Luizinho. Eu trabalhei por 40 anos na TV Globo e lá conheci a Mariana Kotscho hoje uma das apresentadoras do Papo de Mãe junto com a Roberta Manreza .

Hoje estou aposentado e  durante 24 anos eu fiz parte da equipe do GLOBOCOP/SP? e a Mariana  foi uma das repórteres com quem compartilhei o cockpit do helicóptero. Ela na reportagem e eu na captação de imagens e retransmissão de sinal.

Foi nesta ferramenta? de trabalho que junto com a Mari e o comandante Tupã vimos a morte de perto, o nosso helicóptero ficou em rota de colisão com outra aeronave da TV Record,  o Águia Dourada. São  Paulo neste dia amanheceu coberto por uma forte neblina e não fosse a habilidade do nosso piloto podiamos NÃO estar aqui para falar do Programa ama Papo de Mãe.

Após a devida apresentação eu vou contar porque tornei-me um fãzaço do Papo de Mãe. Não foi por ser amigo de uma das apresentadoras e sim pelos conteúdos exibidos nos temas. Há  quase 12 anos eu e minha família assistimos e temos  participação direta e inderetamente nos programas. O que me fez ser seguidor é a miscigenação dos entrevistados e dos especialistas sem distinção de raça cor ou religião.
Eu NÃO posso afirmar, mas a minha percepção me diz que o programa Papo de Mãe é quem mais leva no estúdio negros nas TV’s no Brasil.  E com a maior diversidade de profissionais, médicos, psicólogos e juristas entre tantos temas e sempre no suporte das dúvidas muito bem esclarecidas.  Foi no Papo de Mãe que eu aprendi que filhos NÃO nos pertencem e netos muito menos ainda.
A união das amigas Roberta Manreza e Mariana Kotscho faz do programa imortal seja nas TV’s abertas ou plataformas da internet.
-Rumo ao Papo de Vó! Eu já sou avô!

Tags: , , , , ,

%d blogueiros gostam disto: