ONG Nosso Olhar: A nova Política Nacional de Educação Especial é um retrocesso

Por Thaíssa Alvarenga, fundadora da ONG Nosso Olhar

Thaíssa Alvarenga, fundadora da ONG Nosso Olhar, que atende crianças e jovens com Síndrome de Down, destaca o desserviço que traz o documento.

Assista ao vídeo

 

View this post on Instagram

“A nova Política Nacional de Educação Especial é um retrocesso” Thaíssa Alvarenga, fundadora da ONG Nosso Olhar, que atende crianças e jovens com Síndrome de Down, destaca o desserviço que traz o documento A nova Política Nacional de Educação Especial (PNEE) foi duramente criticada por Thaissa Alvarenga, fundadora da ONG Nosso Olhar, que ampara e informa crianças, jovens com Síndrome de Down. O documento fala sobre turmas e escolas especializadas, que atendem apenas estudantes com deficiência. A luta de Thaíssa por inclusão vai além do trabalho realizado na Nosso Olhar. Ela é mãe de Chico, de seis anos, e de Maria Clara, de quatro anos e Maria Antônia, de três anos. Quando Chico começou a ir à escola, foi matriculado e integrado na escola tradicional. “Chico é a prova de que a inclusão de pessoas com deficiência intelectual é o correto”, afirma Thaissa. #inclusaoediversidade #deficienciaintelectual #igualdade #valores #t21 #sindromededown #ongnossoolhar #educacao #desenvolvimento #educaçãoparatodos #ParaCegoVer #ParaTodosVerem Thaissa Alvarenga fala de frente para a câmera, enquanto segura uma de suas filhas no colo. Seus outros dois filhos estão sentados ao lado. @jairmessiasbolsonaro @governodobrasil @seducsp

A post shared by ONG Nosso Olhar (@ongnossoolhar) on